sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

impressões do CRITICS CHOICE 2018


A Forma da Água se consolidando como queridinho da temporada, mas ainda tem um oponente forte em Três Anúncios para um Crime. O prêmio de melhor filme pode ser uma alternativa, mas ainda tem um longo caminho pela frente. Del Toro, favorito a diretor. 

– Maioria dos vencedores do Globo de Ouro se repetiram aqui, especialmente os de atuação. Pode ser um sinal de que as premiações estão rumando pro mesmo caminho, o que talvez torne tudo mais previsível (ou não). Será que o Oscar vai preferir escolhas óbvias ou surpresas? Pegue o exemplo das (pelo menos) três edições anteriores e compare com as respectivas edições dos demais prêmios. As surpresas pesam na balança. 

– Algumas pequenas surpresas e vitórias merecidas, Corra! e Me Chame pelo seu Nome foram em roteiro, Trama Fantasma foi lembrado em figurino e teve até empate em edição entre Dunkirk e Em Ritmo de Fuga (que são mesmo os dois favoritos supremos dessa categoria).

– Surpreendentemente, Em Pedaços ganhou mais um prêmio importante e parece rumar para o Oscar com esse mesmo favoritismo. Será que a Diane Kruger vai ser favorecida? Pouco provável, mas tudo pode acontecer (ou não).

Lady Bird saiu de mãos abanando. Para a lógica dos prêmios da crítica, nos quais o filme brilhou e não foi pouco, essa ausência é pra lá de estranha, bem duvidável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário